Natal/ RN - terça-feira, 21 de maio de 2024
(84) 99128-5300

Dia Mundial do Rim: Rio Grande do Norte tem 328 pessoas na fila para transplante do órgão

Publicado em: 14/03/2024 - 7h14
Dia Mundial do Rim: Rio Grande do Norte tem 328 pessoas na fila para transplante do órgão

No Rio Grande do Norte há 328 pessoas na fila por um órgão de acordo com o Ministério da Saúde. No Nordeste a Bahia lidera a lista com 2.098 pacientes na espera. 

Dia Mundial do Rim é celebrado nesta quinta e alerta para cuidados preventivos que podem ajudar a manter a saúde dos órgãos. 

Fila para transplante de rim é a maior do país, com 39 mil pessoas

Natal/RN – No Dia Mundial do Rim, celebrado nesta quinta-feira (14), um dado do Ministério da Saúde mostra que o órgão é o mais aguardado na fila de transplantes do país, com 39.087 pacientes na fila.

A quantidade é 1.648,8% maior do que a cirurgia de fígado, que aparece em segundo lugar na lista, com 2.235 pessoas. A data serve para a comunidade médica chamar a atenção para cuidados preventivos que podem ajudar a manter a saúde dos rins.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, a maioria dos pacientes são homens entre 50 e 64 anos. Porém, 54 crianças de ambos os sexos, de 0 a 5 anos, também estão no aguardo por um órgão compatível.

O estado com o maior número de pessoas na lista de espera é São Paulo, com 19.234 pacientes, seguido por Minas Gerais, com 3.559, e pela Bahia, com 2.098

Saúde preventiva

O ministério explica que os rins são fundamentais para o funcionamento do corpo, já que filtram o sangue e auxiliam na eliminação de toxinas do organismo.

Entre os fatores de risco, estão o tabagismo, obesidade e diabetes.

Veja a lista completa:

• Pessoas com diabetes (seja do tipo 1, seja do tipo 2);
• Pessoa hipertensa, definida como valores de pressão arterial acima de 140/90 mmHg em duas medidas com um intervalo de 1 a 2 semanas;
• Idosos;
• Portadores de obesidade (IMC > 30 Kg/m²);
• Histórico de doença do aparelho circulatório (doença coronariana, acidente vascular cerebral, doença vascular periférica, insuficiência cardíaca);
• Histórico de Doença Renal Crônica na família;
• Tabagismo; e
• Uso de agentes nefrotóxicos, principalmente medicações que necessitam de ajustes em pacientes com alteração da função renal.

“A prevenção das doenças renais crônicas está diretamente relacionada a estilos e condições de vida das pessoas. Tratar e controlar os fatores de risco como diabetes, hipertensão, obesidade, doenças cardiovasculares e tabagismo são as principais formas de prevenir as doenças”, explica o Ministério da Saúde.

R7.

Foto: MPHU/Divulgação

Tags: , , , , , ,

O que você achou? Siga @natalemfoco no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Cobertura do Natal em Foco Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e do mundo? Siga o Natal em Foco nas Redes Sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram, no TikTok e no YouTube. Acompanhe!

Comunicado da Redação – Natal em Foco
Site de notícias em Natal, aqui você encontra as últimas notícias da Capital e demais municípios do Rio Grande do Norte. Destaque para seção de empregos e estágios, utilidade pública, publicidade legal e ainda Turismo, Web Rádio, Saúde, política, entretenimento e esportes. Natal em Foco, Online desde 2023, anuncie conosco e tenha certeza de bons negócios.

Siga o Natal em Foco Nas Redes Sociais

Tags:, , , , , ,


Desenvolvido por Argo Soluções

:::: PUBLICIDADE :::::

::: Anuncie Conosco - https://natalemfoco.com.br :::