Natal/ RN - domingo, 23 de junho de 2024
(84) 99128-5300

Internacional: Putin chega à China enquanto tropas russas avançam na Ucrânia

Publicado em: 16/05/2024 - 7h00
Internacional: Putin chega à China enquanto tropas russas avançam na Ucrânia

A viagem visa estreitar laços com o líder chinês Xi Jinping, ao mesmo tempo que a guerra entra em uma nova fase

O presidente russo, Vladimir Putin, chegou a Pequim para o início de uma visita de Estado de dois dias. A viagem visa estreitar laços com o líder chinês Xi Jinping, enquanto as tropas russas avançam na Ucrânia.

A visita – a primeira viagem de Putin para o exterior desde que entrou em um novo mandato como presidente da Rússia na semana passada – é o mais recente sinal do aprofundamento das relações à medida que os dois unem seus países diante das críticas do Ocidente.

Putin desembarcou na capital chinesa horas depois que o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, anunciou nesta quarta-feira (15) que iria interromper todas as viagens internacionais devido aos avanços da Rússia na região nordeste de Kharkiv.

A guerra, bem como o conflito em Gaza, devem ser tema das reuniões de Xi e Putin, além de discussões sobre a expansão dos laços comerciais, de segurança e de energia.

Antes da viagem, Putin saudou o “nível sem precedentes de parceria estratégica” entre os países em uma entrevista com a mídia estatal chinesa Xinhua.

Ele disse que os líderes visam “fortalecer a coordenação da política externa” e aprofundar a aliança na “indústria e alta tecnologia, além de usos pacíficos da energia nuclear, inteligência artificial, energia renovável e outros setores de inovação.”

O líder russo também elogiou as “abordagens da China para resolver a crise na Ucrânia.” Pequim nunca condenou a invasão da Rússia, mas afirma neutralidade no conflito e pediu negociações de paz que levem em conta as posições de ambos os lados.

Os dois líderes – que declararam uma parceria “sem limites” semanas antes da invasão de fevereiro de 2022 – continuaram a fortalecer os laços diplomáticos, comerciais e de segurança desde a invasão russa na Ucrânia.

Ambos se veem como parceiros-chave para reformular a ordem mundial que segundo eles é comandada pelos Estados Unidos.

O comércio entre as duas economias aumentou na esteira da guerra, atingindo níveis recordes no ano passado.

Isso acontece à medida que outros países introduziram sanções destinadas a drenar os cofres de guerra da Rússia e limitar o acesso a bens que poderiam ser usados no campo de batalha.

Xi recebe Putin em Pequim enquanto o líder chinês sofre uma pressão crescente dos EUA e da Europa para garantir que as exportações da China não estejam sustentando o esforço de guerra da Rússia.

Autoridades da Casa Branca nas últimas semanas confrontaram a China sobre o que acreditam ser o apoio substancial de Pequim – na forma de bens como máquinas, drones e motores – para a base industrial de defesa da Rússia.

Este é o quarto encontro presencial entre Xi e Putin desde a invasão e a segunda visita do líder russo a Pequim. O presidente da China também visitou Moscou em 2023 depois de assumir o novo mandato como presidente da China.

Os dois líderes devem assinar vários acordos bilaterais, informou o Kremlin nesta terça-feira (14). Eles também devem comemorar 75 anos de suas relações diplomáticas no que a mídia estatal chinesa descreveu como um “evento de gala.”

Além de se encontrar com Xi em Pequim, Putin também deve visitar Harbin, a capital da província chinesa de Heilongjiang, onde participará de fóruns de comércio e cooperação.

Fonte: CNN Brasil.
Foto:

Veja ainda

Primeiro-ministro eslovaco Robert Fico deve sobreviver, diz vice-primeiro-ministro

Robert Fico já saiu da sala de cirurgia e estará estável. Ministro do Interior eslovaco diz que ataque teve “motivação política”. Segundo os meios de comunicação social da Eslováquia, o suspeito, de 71 anos, é um antigo segurança de um centro comercial.

O primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, de 59 anos, já saiu da sala de cirurgia e estará fora de perigo, de acordo com o vice-primeiro-ministro do país.

“Tanto quanto sei, a operação correu bem e penso que no final ele irá sobreviver”, disse Tomas Taraba.

O chefe do executivo eslovaco foi atingido com vários tiros quando se encontrava num evento político na cidade de Handlova, no centro da Eslováquia. O Ministro do Interior descreve o incidente como uma tentativa de assassinato com motivações políticas.

Depois de ser alvejado, Fico, ferido no abdómen e no braço, foi levado de urgência para o hospital em Banská Bystrica e submetido a uma operação que demorou várias horas, segundo o ministro da Defesa da Eslováquia.

Os políticos da Eslováquia condenaram o ataque, mas apressaram-se a culpar-se mutuamente pela criação de um clima de violência.

A presidente da Eslováquia disse estar chocada com o que chamou de “ataque terrível e cruel”.

“Um ataque físico ao primeiro-Ministro é, antes de mais, um ataque a uma pessoa, mas é também um ataque à democracia. A retórica de ódio, que podemos ver na sociedade, leva a acções de ódio. Por favor, parem com isso”, afirmou Zuzana Caputova.

Suspeito de 71 anos detido
Um homem de 71 anos foi detido após o ataque ao primeiro-ministro eslovaco.

Segundo a estação de televisão privada eslovaca TV Joj, o atirador é um escritor chamado Juraj Chintula, natural de Levice, uma cidade no sul da Eslováquia.

De acordo com relatos da imprensa eslovaca, trata-se de um antigo mineiro que foi vítima de uma agressão física há vários anos. O homem criou no passado uma organização cívica chamada Hnutie Proti Násiliu (Movimento contra a Violência), escreve o Aktuality.sk. O Ministro do Interior eslovaco disse aos jornalistas que acreditava “poder confirmar” que seria esta a identidade do atacante, relata o Le Figaro.

Juraj Chintula é apontado pela agência APA como apoiante do partido da oposição Eslováquia Progressista, informação negada pleo líder deste partido liberal.

“Negamos inequivocamente que ele seja membro do nosso movimento. Não existe qualquer outra ligação entre ele e o nosso partido ou os nossos membros. Condenamos veementemente este ato odioso”, declarou Michal Simecka, citado pelo diário eslovaco Hospodarske Noviny.

A polícia e os guarda-costas foram criticados por terem permitido que o atirador se aproximasse do primeiro-ministro.

Montenegro: “Ato inaceitável e bárbaro de violência política”
O primeiro-ministro de Portugal, Luís Montenegro, manifestou na rede social X “solidariedade” ao “colega Robert Fico” e condenou”com toda a veemência” o ataque como um “ato inaceitável e bárbaro de violência política”.

Fonte: EuroNews.

Tags: , , , ,

O que você achou? Siga @natalemfoco no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Cobertura do Natal em Foco Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Rio Grande do Norte, Brasil e do mundo? Siga o Natal em Foco nas Redes Sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram, no TikTok e no YouTube. Acompanhe!

Comunicado da Redação – Natal em Foco
Site de notícias em Natal, aqui você encontra as últimas notícias da Capital e demais municípios do Rio Grande do Norte. Destaque para seção de empregos e estágios, utilidade pública, publicidade legal e ainda Turismo, Web Rádio, Saúde, política, entretenimento e esportes. Natal em Foco, Online desde 2023, anuncie conosco e tenha certeza de bons negócios.

Siga o Natal em Foco Nas Redes Sociais

Tags:, , , ,


Desenvolvido por Argo Soluções

:::: PUBLICIDADE :::::

::: Anuncie Conosco - https://natalemfoco.com.br :::